Conheça o Pinbank, fintech de capital fechado que cresceu 345% em 2021 atingindo 90 milhões de receita com resultados sólidos

11 de julho de 2022 | Companies To Watch Brasil

De modo geral, o acesso a instituições financeiras sempre esteve ligado no imaginário popular a filas, burocracia e dificuldade de acesso. Nos últimos anos este cenário veio mudando rapidamente com o surgimento das fintechs. Empresas que se caracterizam po trazem soluções tecnológicas para serviços financeiros facilitando a vida dos consumidores finais. Novos meios de pagamentos, novas maneiras para se obter crédito e bancos digitais são alguns exemplos. As fintechs simplificaram a vida dos correntistas mudaram completamente os hábitos de consumo e a relação das pessoas com o dinheiro. Vieram Nubank, Neon, Stone, Picpay, Creditas, Remessa Online, entre tantas outras.

Mas será que já se esgotaram as oportunidades?  Não é o que o mercado está sinalizando. Em 2021 o mercado global de fintechscresceu 155% em investimento recebido. Desde 2019 3 anos o número de fintechs cresceu mais de 200% no Brasil. Além disso, há indícios de que ainda há bastante espaço para expansão, já que ainda muitas pessoas não entraram neste mundo de tecnologia financeira, apenas 42% da população tem contas em banco digitais.

Hoje vamos falar do Pinbank, uma fintech que está justamente aproveitando as lacunas de mercado deixadas por outras startups e unicórnios do segmento, se diferenciando no mercado de pessoas jurídicas com ofertas como APIs de banking as a service e facilitação de vendas online (parecido com o Mercado Pago). Em 2021 cresceu 342% atingindo 90 milhões de receita líquida e 35 milhões de EBITDA. Vamos buscar conhecer um pouco da empresa, entender o porque ela vem se destacando e analisar seus indicadores financeiros utilizando dados exclusivos Klooks.

Pinbank

O Pinbank foi fundado em 2009, inicialmente voltado para o mercado imobiliário, porém hoje sua estratégia é voltada para um modelo horizontal oferecendo diversos serviços financeiros para empresas. A empresa é um banco digital com mais de 140 mil contas e oferta soluções como transferências, pagamentos, cartão, antecipaçãoe maquininhas . Também possui uma plataforma de vendas online (que este autor achou bastante parecida com a solução do Mercado Pago), e APIs de open banking para parcerias no modelo bank as a service.

Basicamente, uma empresa que deseja oferecer algum serviço financeiro para seus clientes (um cartão de crédito por exemplo ou algum programa de fidelização) utiliza da tecnologia do banco se conectando através de uma API, possibilitando a personalização do serviço de acordo com a demanda da marca.

Uma parceria de destaque do Pinbank é com a Cacau Show. Juntas em 2019 lançaram o Cacau Pay, um sistema de conta digital e cartão para revendedores da franquia. A solução criada traz para o revendedor taxas exclusivas e um sistema de pagamentos e vendas. Outro beneficio é o acesso a dados mais precisos para a empresa sobre os hábitos de consumo e perfil.

Você pode conferir o balanço completo do Pinbank AQUI

Pinbank hoje é equivalente em receitas a:

  • Nubank em 2016
  • Picpay em 2019
  • C6 entre 2019 e 2020
  • Neon entre 2020 e 2021

Apesar de ser equivalente em receita líquida, ao contrário de seus pares de mercado, o Pinbank vem mostrando um resultado muito positivo em relação aos seus pares, quando estavam em um estágio semelhante de crescimento. Desde 2019 a fintech apresenta EBITDA positivo e em 2020 já atingiu margem de lucro positiva de 8,73%.

Em contrapartida não perde muito em crescimento, inclusive superando o Neon:

Falando em crescimento…

O grande crescimento do Pinbank  é precedido de pesados investimentos da empresa na sua tecnologia. Foram R$20 milhões só no ano passado. Viabilizando seu modelo de negócio que se voltou para diversos segmentos e ofertando uma vasta gama de serviços. Em 2021 a fintech consolidou seu serviço de crédito, atendendo uma demanda que já era latente de seus clientes. Dessa forma, a empresa conseguiu aumentar seu faturamento.

“Conseguimos criar um processo simples e prático para que o cliente contrata se seu crédito, o que gerou um retorno acima do esperado.” Ricardo Barletti, CEO do Pinbank.

Dessa forma, o crescimento da base de clientes e contas digitais alavancou as vendas e multiplicou a receita por 3.

Isso que já tinha crescido substanciais 77% em 2020.

Um dos diferenciais do Pinbank, segundo seu CEO, é a agilidade com a que se adapta ao mercado. Nunca ficando para trás da concorrência em termos de serviços oferecidos. Em entrevista a BNLdata Ricardo destacou a capacidade da fintech em observar seus concorrentes e oferecer em pouco tempo os mesmos serviços.

Outro fator que vem aumentando a eficiência da empresa, é a integração dos clientes no ecossistema do Pinbank. Existe um incentivo para que a empresa cliente adote todas as soluções oferecidas. A conta digital facilita a criação de serviços de pagamento e vendas para a empresa através dos API’s. A antecipação de recebíveis é facilitada pela adoção das maquininhas Pinbank. Ou seja, cada novo cliente no médio prazo passa a consumir os demais produtos, construindo ganhos em escala.

Resultados

Essa crescente reflete um sucesso na estratégia em implementar novos serviços de forma gradual, assim incrementando as fontes de receita. Desde 2019 o número de projetos e clientes BaaS cresceu muito, a visibilidade dada pela parceria com a Cacau Show parece ter ajudado a alavancar a marca. O crescimento das movimentações financeiras com o PIX se somou a maturação natural da fintech. Tal contexto ajudou o Pinbank sair do prejuízo em um estágio prévio com relação a outras fintechs.


E a pergunta que não quer calar: será que é unicórnio?

Se estivéssemos em 2019 quando o Banco Neon captou 1.6 bilhão de reais, faturando 24 milhões e com prejuízo de 105 milhões, este autor diria que sim, sem sombra de dúvidas um legítimo unicórnio que vale mais que 1 bilhão de dólares.

Inclusive, olhando esse exemplo do Neon no prisma de hoje dá a este autor a impressão que o mundo era uma loucura. No qual a frenesi das fintechs estava completamente descontrolada. Alterações de dinâmicas econômicas costumam causar esse efeito. Bom, os tempos são outros.

Como a icônica imagem veiculada no Twitter salienta, nos dias de hoje ser um unicórnio não é somente ter crescimento desenfreado. Os investidores têm dado muito valor para o resultado e a sustentabilidade financeira do negócio. E é justamente aí que o Pinbank se destaca: alto crescimento com resultados sólidos.

Mesmo assim, com tudo contando positivamente, é difícil dizer se a empresa já atingiu status de unicórnio, especialmente neste período. Hoje este autor sente que o mercado de venture capital está desaquecido, inseguro e desparametrizado em termos de valuation. Entendo que a escalada inflacionária causada pela guerra da Ucrânia tem um papel importante nisso. Já que alterou todas as dinâmicas de juros, prêmios, taxas de retorno e disponibilidade de capital.

(Visited 294 times, 1 visits today)
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar por E-mail
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Pinterest